tecnologias na medicina

4 tecnologias na medicina que podem mudar o rumo da sua clínica

Quem deseja se destacar e construir uma carreira sólida no meio médico precisa compreender, antes de mais nada, a necessidade de estar sempre à frente no que diz respeito aos avanços e tendências do seu campo de domínio. Nesse aspecto, um dos pontos a ressaltar é a importância de entender como as novas tecnologias na medicina podem ser utilizadas para o benefício dos envolvidos.

Por que isso é tão importante? De forma clara e objetiva, as inovações tecnológicas na área da saúde têm um propósito bastante simples: melhorar o serviço de atendimento, a qualidade de vida dos pacientes e o dia a dia dos profissionais, especialmente no que se refere ao ambiente clínico.

Preparamos este artigo justamente para abordar esse assunto. Aqui, vamos apresentar quatro tecnologias que podem mudar o rumo da sua clínica. Algumas delas já estão em curso, enquanto outras ainda encontram-se em fase de desenvolvimento. Continue a leitura e confira!

1. Soluções de TI incluídas no negócio

Para começar, falaremos um pouco das soluções de TI incluídas no negócio, em especial as que se referem à gestão dos processos. O ponto a destacar, nesse caso, são os softwares específicos para o gerenciamento das clínicas.

Queira você ou não, o modo como os processos são administrados é um fator decisivo para o crescimento de toda e qualquer organização, disso não há a menor dúvida.

Assim sendo, se você ainda não aderiu a esse tipo de tecnologia em sua clínica, considere a ideia agora mesmo. Entenda que o futuro da medicina já chegou, e isso quer dizer que o velho “papel e caneta” está com os dias contados.

Em relação às vantagens oferecidas pelos softwares de gestão médica, de forma geral está o ganho de eficiência em praticamente todas as atividades do cotidiano.

Um exemplo disso é a automação de tarefas, um recurso que envia lembretes e pedidos de confirmação para os pacientes via SMS e e-mail. Essa medida simples reduz consideravelmente as faltas e os gastos telefônicos, sem contar o melhor aproveitamento de tempo por parte das secretárias.

Outro recurso que vale ser salientado é o prontuário eletrônico. Atender os pacientes se tornará uma tarefa mais fácil e razoavelmente mais rápida, sendo possível inserir fotos, imagens e anotações em áudio, tudo em tempo real!

Você ainda poderá acessar todas as informações a partir de qualquer dispositivo — computador, tablet ou smartphone. Basta apenas ter internet.

Em resumo, essas soluções de gestão permitem a integração de todos os processos que ocorrem na clínica, desde a admissão até a saída do paciente, poupando tempo e otimizando esforços.

2. Atendimento remoto

Se você ainda não tinha ouvido falar, comece a pesquisar sobre o assunto agora mesmo. “Mas por que”, você deve estar se perguntando. Bem, essa tecnologia promete revolucionar o setor da saúde, principalmente na conectividade entre médicos e pacientes.

Como o próprio nome já diz, essa inovação permitirá que você avalie o paciente de forma remota, independente do lugar onde você estiver. Embora tal solução ainda esteja em seus estágios inicias, é fato que em breve ela fará parte das principais clínicas — ou melhor, das que pretendem estar um passo adiante da maioria.

Quanto ao conceito, a ideia consiste na utilização de dispositivos eletrônicos para o monitoramento de dados. Essa checagem poderá ser realizada em casa pelo próprio paciente: os smartphones terão seu uso ainda mais ampliado, acredite.

O atendimento remoto não elimina a necessidade da primeira consulta, já que nesse momento será aplicado na pele do paciente uma espécie de eletrodo digital. É esse dispositivo que permitirá que você tenha acesso a informações como a pressão, os batimentos cardíacos e várias outras.

Além disso, a novidade será uma ótima notícia para aqueles que têm pavor de agulhas, pois espera-se que o atendimento remoto possibilite, inclusive, a realização de exames de sangue sem retirar uma gota sequer! Com o eletrodo digital no corpo do paciente, o médico já terá acesso aos dados e poderá consultá-los em qualquer lugar.

Para a clínica, isso representará uma redução nos números de visitas e, consequentemente, um melhor aproveitamento de tempo. Sem falar na vantagem para o paciente, que não precisará sair de casa para numerosas consultas.

3. Diagnóstico em tempo real

Sim, isso mesmo que você ouviu: diagnóstico em tempo real! Como exemplo dessa possibilidade está o iKnife, um “bisturi inteligente” capaz de identificar os tecidos cancerígenos no exato momento em que o paciente está sendo operado.

A tecnologia foi desenvolvida por cientistas da Imperial College London, com o objetivo de aumentar a precisão da retirada dos tumores. E como ela funciona? Basicamente, o iKnife possui um pequeno espectrômetro que coleta a fumaça que emana do tecido, já que os cortes são todos queimados.

Com isso, o instrumento faz a análise das propriedades químicas da fumaça quase que instantaneamente, apresentando quais são os tecidos problemáticos. Seguramente, esse é um avanço de grande valor para a medicina.

4. Impressão 3D

Tratando-se das novas tecnologias na medicina, as impressoras 3D não poderiam ficar de fora da lista.

Embora já utilizadas em diversos setores e para os mais variados fins, na área da saúde a expectativa em torno de sua utilização é imensa. Apenas para ter uma ideia, nos dias de hoje essa ferramenta já pode imprimir:

  • equipamentos médicos;
  • próteses;
  • medicamentos.

Contudo, cedo ou tarde as impressoras 3D estarão desempenhando um papel essencial para a medicina regenerativa, pois espera-se que elas possam criar:

  • tecidos com vasos sanguíneos;
  • ossos;
  • válvulas cardíacas;
  • cartilagens;
  • pele e órgãos sintéticos.

Aqui, as aplicações serão formidáveis, mudando completamente os rumos da saúde humana. É bem verdade que ainda há muito a fazer nesse sentido, mas os avanços estão acontecendo em ritmo acelerado.

Portanto, as possibilidades decorrentes da impressão 3D poderão ser usufruídas para o tratamento de uma série de doenças, o que a tornará uma ferramenta imprescindível para toda e qualquer clínica que queira ser reconhecida como uma referência de atuação.

Para concluir, não se esqueça de estar sempre em busca de meios e conhecimentos que visem melhorar o serviço clínico como um todo. Estar por dentro das novas tecnologias na medicina é o primeiro passo para garantir que você não fique obsoleto.

Se você gostou deste artigo e deseja saber mais sobre o futuro da medicina, assine a nossa newsletter e receba os melhores conteúdos diretamente em seu e-mail!

ebook-cta-horizontal-02-software

 

Responder

*

Next ArticleComo reduzir o absenteísmo dos seus pacientes do consultório?