5-erros-na-gestao-de-clinica-medica-que-voce-precisa-evitar.jpeg

5 erros na gestão de clínica médica que você precisa evitar

Os consultórios e clínicas médicas devem ser encarados como empresas, afinal, apesar do propósito de ajudar as pessoas a terem mais saúde, esses empreendimentos precisam estar com as contas em dia e gerar lucro.

O problema é que conteúdos como administração, empreendedorismo e marketing dificilmente são ensinados em cursos de medicina. Isso significa que muitos profissionais da saúde podem não ter conhecimento suficiente para fazer uma boa gestão de clínica médica e cometer uma série de erros capazes de comprometer o sucesso da clínica.

Pensando nisso, preparamos este artigo com os principais erros de gestão que você precisa evitar na sua clínica. Quer saber quais são? Então, continue a leitura!

1. Não focar no relacionamento com o paciente

Um dos grandes erros de gestão de clínica médica é não investir em um bom relacionamento com os pacientes. Isso porque, assim como uma empresa depende dos compradores para se sustentar, um consultório depende de um bom fluxo de atendimentos para que as contas fechem no fim do mês.

Por essa razão, todos os profissionais do ramo que desejam ter sucesso precisam proporcionar a melhor experiência para as pessoas que buscam atendimento. Vale lembrar que, na maioria dos casos, quem busca um serviço médico está passando por um momento de fragilidade, seja pela própria saúde ou pela de um familiar.

Para evitar o erro de não estabelecer um bom relacionamento com o paciente, é necessário investir em uma comunicação melhor. Desse modo, é recomendável estabelecer um canal claro a fim de possibilitar a troca de informações, oferecer um atendimento mais humanizado, que leve em conta as particularidades de cada um, e focar em apresentar as soluções para as demandas dos pacientes.

2. Ignorar o atendimento da recepção

Uma vez que, na maioria das vezes, o primeiro contato do paciente com o estabelecimento acontece por meio dos funcionários da recepção, é impossível ignorar o trabalho deles. Se você quer prestar um atendimento de qualidade aos pacientes, a primeira coisa que deve fazer é contratar pessoal qualificado para trabalhar na recepção e, além disso, promover treinamentos para que esses funcionários desempenhem as suas funções cada vez melhor.

Outro ponto importante é oferecer condições de trabalho adequadas às demandas, como estrutura, tecnologia e softwares de gestão. Com isso, a sua equipe estará preparada para receber o paciente com empatia e seriedade.

3. Não planejar e organizar as finanças

Se um profissional não organiza as finanças do estabelecimento, dificilmente conseguirá ter bons resultados. Por isso, não cometa o erro de não planejar e organizar seus custos e entradas.

Uma forma de evitar esse problema é fazer o fluxo de caixa corretamente, ou seja, efetuar o registro correto de todas as entradas e saídas de dinheiro, estimar as despesas mensais e se preparar para grandes investimentos, como melhorias e aquisição de tecnologias para a clínica.

Outra coisa que deve ser evitada é misturar as finanças pessoais com as da clínica já que esse comportamento, adotado com muita frequência por gestores inexperientes, pode prejudicar a saúde financeira da clínica e comprometer seus lucros a longo prazo.

4. Não investir em marketing

O marketing é uma das principais ferramentas de aquisição de novos contratos no mundo dos negócios e na área de clínicas e consultórios médicos não é diferente. O empreendedor que não investe em estratégias de marketing perde diversas oportunidades de conquistar novos pacientes.

Devido à regulamentação do Conselho Federal de Medicina, a publicidade médica precisa seguir algumas regras. Entretanto, existem diversas opções de ações que podem ser desenvolvidas na clínica que trazem bons resultados.

Hoje em dia, é impossível pensar em um profissional que não tenha presença digital. Por essa razão, médicos e outros profissionais da saúde podem usar as redes sociais (Instagram, Facebook e LinkedIn, por exemplo) para se aproximar do seu público e criar um canal de comunicação mais efetivo com pacientes e futuros pacientes.

Outra opção é criar um site profissional em que estejam disponíveis informações de contato, especialidade clínica, títulos e o número do registro no conselho. Nesse canal, pode haver espaço para um blog para compartilhar conteúdo que seja relevante para o paciente.

5. Não usar um software de gestão

Com o avanço da tecnologia, cada vez mais empresas estão investindo em sistemas inteligentes capazes de facilitar o trabalho dos gestores. Por isso, se você não utiliza um software de gestão de clínica médica, está perdendo tempo e dinheiro. Pois um software de gestão de clínica médica reúne funcionalidades muito importantes para a organização do estabelecimento que fazem com que o atendimento ao paciente seja muito melhor.

Uma dessas funcionalidades é a agenda eletrônica automática. Por meio dela, o próprio paciente tem autonomia para escolher o melhor horário para a consulta, sem necessidade de negociação. E, depois de confirmar a consulta, a agenda envia lembretes com datas e horários. Com essa agilidade, os recepcionistas ganham mais tempo para se dedicar a oferecer um atendimento melhor aos pacientes que esperam pela consulta e organizar outros processos.

Além disso, é possível administrar as finanças por meio do fluxo de caixa com o software de gestão. Assim, toda movimentação financeira da clínica fica centralizada em um único lugar, permitindo mais exatidão e previsibilidade de recursos.

O software de gestão é capaz de integrar dados dos pacientes fazendo com que todas as suas informações fiquem organizadas em um arquivo online que pode ser acessado por pessoas autorizadas em qualquer localização. Isso agiliza o diagnóstico pois permite que o médico acesse todo o prontuário do paciente sem a necessidade de arquivos em papel.

Outro benefício desse tipo de sistema é oferecer soluções para desenvolver estratégias de marketing, melhorar a visibilidade do consultório e torná-lo uma referência na sua área de atuação.

Depois de ler este artigo, você percebeu que é preciso evitar esses erros básicos para fazer uma boa gestão de clínica médica, não é mesmo? Lembre-se que uma boa gestão é fundamental para a sua clínica ter bom desempenho e se destacar diante dos concorrentes.

Quer ficar por dentro de novidades sobre gestão de clínicas e consultórios médicos? Então, assine a nossa newsletter e receba tudo em primeira mão.

Responder

*

Next ArticleConfira 4 melhores práticas para reengajar pacientes na sua clínica